Arquivo para janeiro \18\UTC 2015

Sobre homens e mulheres um ensaio de experiências: quando a gente olha para o lado e não encontra o parceiro…ai olha para trás e percebe que ele ficou lá…

O fato deste mundo moderno nos encher de opções de vida e desenvolvimento, traz à tona uma considerável inquietude humana, a de “crescer”, seja como ser humano, profissional, espiritual, ou até fisicamente, tudo vale quando se fala em andar para frente!
O que muitas vezes não acontece ao mesmo tempo com aquele ser que você escolheu para ser o seu parceiro ou parceira. E ai?
Aceitar as diferenças e tocar em frente?
Ou carregar o peso da carga da falta de parceria, quando o assunto falta, ou quando você precisa que este parceiro lhe entenda ou até mesmo lhe acompanhe em algum evento, sem sentir sono?
Cada vez mais, se torna comum este processo entre os casais.
É como se estivéssemos passando por uma transição profunda entre os papéis dos casais … Quem faz o MBA ? E quem fica em casa com as crianças?
Antes era certo que você responderia, primeiro eles depois nos, mas isto hoje não é mais verdade.
Todos fazem, as crianças curtem e os avós sustentam o campo, porque andar e a lei neste mundo competitivo.
Mas e quando ele não quer andar?
Quando ele vê o Faustão enquanto eu estudo e leio textos interessantes no meu IPad?
Ou quando ele disse para eu terminar os estudos que ele iria depois e até hoje não foi?
Ou quando ele encontra com você depois que o tempo passou e na vida dele nada mudou? Não se formou, evoluiu ou progrediu?
Parece que nestes tempos de transição, vemos muito a possibilidade de parcerias díspares, onde o fluxo evolutivo de um não acompanha o fluxo evolutivo de outro.
Como manter o encantamento assim?
Como admirar, ou o que buscar para sustentar um campo de alinhamento, quando só o amor sustenta a emoção da relação?
Bem, estamos como disse em um processo de transição social, e este é o tempo mais difícil para um alinhamento.
Por que?
Aceitação, movimentação, paciência, resignação, compreensão e admiração são valores necessários para podermos apostar no futuro e manutenção da relação!
Quando as diferenças são grandes, muitas vezes é melhor e melhor nem começar!
O mais importante é olhar para as possibilidades e modelos adquiridos a nível familiar do acomodado em questão.
Não adianta você desejar que alguém que nasceu para ” pangare” ganhe o grande prêmio Bento Gonçalves… ditado antigo é perfeito de meu avô!
Este é um prêmio do Jóquei  Club do Rio grande do Sul, um dos mais importantes. Se o cavalo não é um puro sangue, e não nasceu e foi treinado para correr, ele não ganha!
É assim é a vida, as famílias têm valores diferentes, e também modelos diferentes.
Andar, crescer, evoluir não é uma necessidade de todos!
Muitos têm limites pessoais impostos por crenças negativas e se superar não é fácil.
Muitos se escondem atrás de chavões “para que canudo?”
Não nasci para me incomodar… nem pensar já fiz o que tinha de fazer… e por aí vai!
A evolução é um direito, mas não um dever de cada ser humano na Terra.Muitos iluminados, entendem e sentem que além de um direito e um dever e buscam ajuda para superar traumas e medos para seguirem em frente…. outros se escondem atrás das desculpas sociais ponderáveis a tapar com panos quentes suas dificuldades pessoais e seus medos de enfrentamento.
O delicado disto tudo ,e qdo você está dentro em uma relação e o Universo lhe pede uma posição!
Ai, sinto em lhe dizer: você escolheu, agora use todo seu amor para seguir em frente, entendendo que , modelos de vida evolutiva foram passados e que o importante é se estar feliz dentro de suas escolhas.
Logo, ao escolher esteja atenta, avalie o aqui e agora, sinta o presente, mas não esqueça de perceber a verdade e não a ilusão do que você gostaria que fosse.
Aquele velho chavão da vovó, depois que casar eu mudo ele, não existe!
Ninguém evolui se não contiver dentro de si a inquietação do futuro!
Observe bem, sinta as ações e opiniões, não iluda-se dentro de planos mirabolantes escritos para lhe agradar aos ouvidos e sim de cada atitude ao longo dos dias de convívio inicial…
E lembre se que uma grande dose de abnegação é necessária para viver a música do poeta: Edurado e Mônica, e que mesmo assim, ele andou e se formou… logo uma pitada de evolução e inquietação para o futuro é necessária para que o peso da mala seja amenizado pelas rodinhas que irão facilitar o movimento para lhe acompanhar!
E aos homens que me leem, agora, serve a inversão para vcs!
Não vejo um casal, em que as mulheres deixaram de trabalhar, ou porque foram demitidas, ou porque tem a crença, de serem afrodites, de serem cuidadas e sustentadas, sem crises!
Evoluir e se movimentar!

Anúncios